Um problema de última hora no itinerário para uma viagem a Ásia, me fez mudar o destino para Dubrovnik , na costa da Croácia .

Fui pelas belíssimas fotos de um amigo que havia passado alguns dias nesta região. E recomendo. Dubrovnik é linda e única e merece o título de ” A Pérola do Adriático”. Cercada por uma muralha de cerca de 2km, a cidade parece que parou no tempo com suas vielas, igrejas, monumentos, telhados de telhas vermelhas  e ruas pavimentadas com pedras e mármore. A cidade velha , Old Town, é patrimônio da Unesco.

Histórico

Dubrovnik  tem uma história de destruição e renascimento. Sua fundação data do séc XVII e inicialmente era conhecida por Ragusa . Passou por um grande terremoto em 1667, foi reconstruída  e  novamente destruída durante os bombardeios constantes durante o período de 1991/92  quando o país resolveu  se separar da Yugoslavia. As fotos desta época  são de cortar o coração. Mas foi capaz de se levantar mais uma vez e tornou-se ,em pouco  tempo , em  destino turístico recebendo milhares de visitantes por ano.

MELHOR ÉPOCA PARA CONHECER

Pode ser conhecer Dubrovnik em um único dia mas aconselho a fazê-lo em 2 ou 3 dias com calma. Estive lá no verão , alta temporada , muito turista ( como se eu não fosse um deles …) e dias de cartão postal. Nesta época  acontecem os concertos ao ar-livre, apresentações de cias teatrais, feiras  etc.( www.dubrovnik-festival.hr ). São muitas as opções de hospedagem, desde quartos em casas de família até hotéis mais elegantes. Se o budget permitir , o Hotel Villa Dubrovnik, recém inaugurado, é maravilhoso .

Aqui o que eu achei de melhor

As muralhas

Sem dúvida este é o must see da cidade. 2km de sobe e desce e uma vista deslumbrante do mar Adriático e do centro histórico. Faça a caminhada no final do dia quando o sol está menos forte e os turistas que só vieram passar o dia já estão se retirando.

Placa Stadrum

Esta é a “Broadway” de Dubrovnik. Gente passando para lá e para cá o dia e a noite inteira. O melhor programa é sentar num dos vários cafés ao longo do percurso e ver o desfile, sem pressa para se  levantar. Os dois cafés com localização privilegiada são o Cele, bem no início, ao lado da Igreja de St. Blaise ;  e o Gradska  Kavana  ( Pred Dvorom ) que fica ao lado do Rector’s Palace .

Rector’s Palace ( Pred Dvorum )

Antiga sede do governo. Muito bonito por dentro. Cathedral  (Polijana Marina Driia ) e o Franciscan Monastery ( Stadrum ) também valem uma visita.

Restaurantes

São milhares espalhados pela cidade, e uma grande concentração na Prijeko, rua  paralela a Stadrum. Todos com menus  semelhantes ( versão em inglês , não se preocupem ).Ficam abertos até tarde o que te permite passar o dia na praia e deixar a cidade para o final do dia. É difícil dizer qual a diferença entre um e outro. Segui as dicas do concierge do meu hotel .

Lokanda Peskarija  -  ( Na Ponti)

Localizado de frente para o porto. O risoto de frutos-do-mar é o prato chefe e vem na panela para mesa. Garçons com camisetas listradas dão charme ao lugar. Foi o restaurante que mais gostei.

Nautika

Uma das vistas mais bonitas da cidade, de frente para o mar e a torre Lovrijenac.

E  para quem enjoar do cardápio local ( acontece muiiiito quando se viaja com criança) a Pizzaria Castro ( Gunduliceva Polijana ) cai como uma luva .

Sorvetes são impossíveis de se  resistir,  principalmente no calor. São várias sorveterias e qualquer uma com certeza vai agradar.

Ilhas Elaphite

Além de Old Town, Dubrovnik oferece algo imperdível : o mar. Águas limpas e cristalinas e uma costa a ser explorada se você tem mais tempo. No meu caso diante da estada limitada, fui passear pelas ilhas Elaphites  próximas a cidade. Lopud e Sipan são os destaques e realmente recomendo conhecê-las.

Os hotéis…

Sabem organizar excursões diárias e um serviço de ferry cobre toda a região.  Não senti dificuldade de me comunicar, restaurantes, taxis,lojas , todos falam o suficiente de inglês e estão sempre dispostos a te ajudar. Além disso é fácil de encontrar kiosks de companhias que oferecem todos os tipos de passeios pela costa.

Shopping…

Fica restrito a mil lojinhas de souvernir e artesanato local vendido pelos ambulantes nas ruas e praças ( bonitas as joias em prata e filigrana ). O melhor são os azeites fabricados na região e os saches de lavanda que perfumam as vendinhas. Apesar de muito procurada pelos turistas Dubrovnik  não é uma Saint Tropez ou Costa Amalfitana. Deixe suas compras para outro lugar …

By Nane Peixoto

nane My Kind of Town   Croácia

Formada em Comunicação Visual pela PUC-RJ, dedicou-se sempre à área de moda com experiência em desenvolvimento de produto, tecelagem e vitrines, passando por empresas como Blue Man, Tecelagem Nova América e Richards. Mora nos EUA há mais de quinze anos, tendo trabalhado na GAP e Whitaker International. Tem um Blog naneemny.blogspot.com com dicas de NY.